top of page

Tríade da mulher atleta: Mais um desafio para as que treinam intensamente.

Existe um aparente paradoxo entre o exercício e a dinâmica do osso para as mulheres atletas (também para você minha querida leitora desportista, que treina muito e ainda precisa trabalhar, estudar - algumas com as “obrigações” de esposa e mãe), particularmente para as mulheres jovens que não alçaram o máximo de sua massa óssea.



As mulheres que treinam intensamente e que enfatizam a perda de peso adotam com frequência comportamentos alimentares desordenados.





Isso reduz ainda mais a disponibilidade de energia, diminuindo a massa óssea e a gordura corporal até um ponto no qual o ciclo menstrual se torna irregular (oligomenorreia; 35 a 90 dias entre períodos), ou cessa totalmente, uma condição denominada amenorréia secundária, quando o ciclo menstrual cessa por pelo menos 3 meses consecutivos:


Em síntese uma alimentação desordenada, o desgaste resultante de energia, a osteoporose e a amenorréia causam a tríade da mulher atleta.




A amenorréia persistente reduz os benefícios sobre os exercícios sobre a massa ósseo e na massa muscular

O fator estressante dos treinos com dieta inadequada reflete na redução do estrogênio que é um fator protetor sobre o osso.


Papel do estrogênio na saúde óssea feminina


· Aumenta a absorção intestinal do cálcio

· Reduz a excreção urinária do cálcio

· Facilita a retenção de cálcio pelo osso


A recomendação logo após percepção de amenorreia dentro de 3 meses é:


Abordagem comportamental ao tratamento da amenorréia atlética

· Reduzir em 10% a 20% a intensidade dos treinos

· Aumentar GRADUALMENTE a ingestão energética total

· Aumentar o peso corporal em 2 a 3%

· Manter a ingestão de cálcio em 1500mg/dia


Evite os suplementos de ferro ao menos que exista uma deficiência


Agende a sua consulta com um nutricionista, assim alinhe sua dieta com seus treinos intensos.






Fonte: MCARDLE, William; KATCH, Frank; KATCH, Victor. Nutrição: Para o desporto e o exercício. 1ª Edição. Rio de Janeiro: Editora Guanabara Koogan, 2001 pag 54.

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page