top of page

Azeite de Oliva: como escolher no mercado e como usar na cozinha

Você sabe escolher um bom azeite de oliva?

Se você quer aprender mais sobre esse assunto, continue lendo esse post.


Conheça as propriedades do azeite:

O azeite de oliva possui mais de 230 compostos químicos ativos na sua composição, como as vitaminas hidrossolúveis, fitoesterois, pigmentos carotenoides, polifenóis e flavonoides (antioxidantes) entre outros.


Rico em Vitaminas A e E, polifenóis e carotenóides.




Classificação e características:

O azeite de oliva é classificado conforme suas características organolépticas: que se refere a sabor, cor, textura; também questões analíticas de acidez e processo de extração.


Variações no Mercado:


  • Azeite de Oliva extra virgem

  • Azeite de Oliva virgem

  • Azeite de Oliva único

  • Azeite de Oliva refinado

Entenda abaixo as diferenças de cada um no mercado:


Azeite de Oliva extra virgem

É puro extraído apenas por processos mecânicos e que possui acidez máxima de 0,8% é considerado o melhor para consumo.


Azeite de Oliva virgem

Também é puro extraído apenas por processos mecânicos e que possui acidez máxima de 0,8% e 2%.

Diferença percebida: possui odor e textura diferentes do extra virgem seu sabor é considerado inferior; Também tem um pouco menos de nutrientes.

Azeite de Oliva tipo único

Embora a nomenclatura "único" ele é o oposto disso, consistente num azeite de oliva refinado misturado a um azeite de oliva virgem ou extra virgem, sua qualidade e propriedades nutricionais são menores comparado ao virgem e extra virgem, e recomenda se fazer pouco uso desta opção, quando possível.


Azeite de Oliva refinado

Esse é refinado passa por processos químicos de redução de acidez e assim leva a perda de diversas propriedades nutricionais (ou seja, perde a funçao que nos leva a escolher o azeite), este azeite é comumente usado pela indústria alimentícia de ultraprocessados, não recomendo o uso dessa versão, se for possível use outra opção.


No mercado, como escolher o seu azeite:

  1. Leia o rótulo: Dê preferência aos azeites de oliva extra virgens, com menor acidez que você encontrar e sem adição de outros compostos na lista de ingredientes.

  2. Verifique a data de fabricação: Opte por azeites com menor tempo de fabricação quanto mais fresco mais contém propriedades nutricionais benéficas.

  3. Embalagem: Se possível, opte pelas embalagens de vidros e mais escuras, pois o azeite é sensível a luz e pode "oxidar" mais rápido.


Na cozinha, como utilizar o seu azeite:

  1. Azeite cru: Ideal utilizar para temperar saladas e finalizar preparações quentes. Assim é conservada a maior parte dos seus compostos nutritivos.

  2. Preparações quentes: o azeite também é ótimo para refogar temperos, como alho e cebola no início de receitas como arroz por exemplo.








Essa postagem foi útil para você?

  • Sim, simples e objetivo.

  • Não gostei

  • Sim, porém gostaria que tivesse mais detalhes.





Fontes:


TROVÃO, R. P; SILVA. M. R. Azeite de oliva e suas propriedades funcionais: uma revisão bibliográfica. Brazilian Journal of Development. Brasil.


ROSA, Suelen. Como escolher o azeite de oliva extra virgem. Laranja na colher. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Acesso em 11/08. Disponível em:


https://www.ufrgs.br/laranjanacolher/2020/07/06/como-escolher-o azeite-de-oliva-estra-virgem/


BRASIL. ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC n° 270, de 22 de setembro de 2005. Regulamento técnico para óleos vegetais, gorduras vegetais e creme vegetal.


RODRIGUES, K. LANUTRI - Laboratório de Avaliação Nutricional.


Azeite de Oliva Virgem e extravirgem. Acesso em: 12/08. Disponível em: https://lanutri.injc.ufrj.br/2019/12/08/azeite-de-oliva-virgem-e extravirgem/





85 visualizações0 comentário

Commenti

Valutazione 0 stelle su 5.
Non ci sono ancora valutazioni

Aggiungi una valutazione
bottom of page