top of page

Efeitos da suplementação da creatina


Neste post vou relacionar achados da literatura e destrinchar de maneira simploria os beneficios da creatina .

Além de explorar algumas falácias sobre a suplementação de creatina e o fator dessa substância por si só levar a falência renal (Independente de doses seguras e adequadas a individualidade).

Muito se fala da suplementação da creatina, porém existem controvérsias em relação aos benefícios e riscos da suplementação com esta substância.

A creatina já era conhecida desde o século passado (Greenhaff, 1995); porém, sua função no metabolismo muscular e no desempenho físico tornou-se motivo de interesse nos anos recentes.

Na célula muscular, a creatina em sua forma fosforilada, creatina-fosfato (CP), constitui uma reserva de energia para a rápida regeneração do trifosfato de adenosina (ATP), em exercícios de alta intensidade e curta duração.

Grosseiramente dizendo a creatina fica armazenada no músculo como uma reserva de energia rápida e primária quando efetuamos algum execício de alta intensidade e curta duração como por exemplo, um sprint de 100 m rasos ou em uma seqüência de levantamento de peso em um treino de halterofilismo, a creatina (como Creatina-fosfato) regenera uma moeda energética chamada ATP.

Nos alimentos é especialmente encontrada no consumo de carne vermelha e peixes. O nosso corpo produção endógena (1g/dia) somada à obtida na dieta (1g/dia para uma dieta onívora) se iguala à taxa de degradação espontânea da creatina e fosfocreatina, formando creatinina, por reação não enzimática. A creatina é encontrada no corpo humano nas formas livre (60 a 70%) e fosforilada (30 a 40%). Cerca de 95% é armazenada no músculo esquelético, sendo que o restante se situa no coração, músculos lisos, cérebro e testículos.

continua... aguardem por favor

Fernando Rocker

Nutricionista

CRN 46861/P

Rua Frei Caneca 558 Sala 107 Consolação São Paulo SP

Telefone: 11 3150-4046

consulta@nutricionistafernando.com.br

39 visualizações0 comentário
bottom of page